Animes e Mangás

Goblin Slayer – Primeiras impressões

Goblin Slayer é um anime adaptado pelo estúdio White Fox. O é mangá publicado desde 2016, e possui algumas versões. A obra tem um estilo obscuro e fantasioso.

Com cenas sombrias, tensas e apelo sexual. O primeiro episódio de um dos animes mais aguardados da temporada de Outono 2018, começou com bastante polêmica. Com traços simples, mas não deixando a desejar em nada no seu formato.

O anime começa com uma jovem sacerdotisa em busca de missões, sim, o anime te leva um pouco pra um jogo de RPG, com níveis de guilda e tudo mais que se tem de direito. Talvez no primeiro momento você se engane com o design fofo da personagem principal, que te passa um ar de anime mais leve. Onde ela topa com um grupo de aventureiros que estão numa missão para matar goblins, e se mostram bastante confiantes, apesar da recepcionista da guilda alertar o grupo.

Dentro do covil dos goblins, onde começa a primeira missão, é onde começam as “polêmicas” levantadas do anime, cenas de violência e até de estupro explícita. Os goblins são seres que apesar de inferiores, são bastante violentos e vivem de raiva e rancor. Goblin Slayer, que surge depois de uma matança violenta dos goblins, mata sem hesitar os goblins, e pode deixar o espectador que não é acostumado com violência, um pouco atordoado.

Apesar de ser bem dinâmico, com cenas rápidas e cenas de batalhas empolgantes e atordoantes, não deixam brechas para questionamentos e conseguem ser bastante explicativos por parte dos diálogos dos personagens. Até de como o protagonista, Goblin Slayer, respeita os níveis da guilda e você percebe que ele conseguiu com seu esforço e bastante experiência chegar no topo, onde dedicou sua vida toda ao extermínio dos goblins.

Goblin Slayer teve uma estréia bastante marcante, alavancando a audiência, talvez tenha um pouco de fanservice, mas trás uma boa trama para os amantes de dark fantasy e de pancadaria. Talvez falte apresentar mais o objetivo da personagem feminina principal, mas que esperamos desenvolver no decorrer dos capítulos.

Goblin Slayer tem censura +18, ou seja, assista esperando cenas um pouco mais explícitas do que você está acostumado em outros animes e com uma mente mais aberta. O anime vai quebrar sua ideia infantil e clichê de aventura.

O anime está passando em simulcast pelo serviço de streaming Crunhyroll.

E vocês querem análise de Goblin Slayer na grade do All Blue?

Deixe seu comentário

Tags

Fei Ting

Budista, espírita, católica, pisciana ao avesso, supersticiosa, amante da gastronomia e publicitária por acidente.

Relacionados