Animes e MangásCinema e TV

Longas De Animação Japonesas Que Já Tiveram Indicação Ao Oscar

Depois da grande surpresa na indicação ao Oscar do filme japonês, Mirai no Mirai, para categoria de Melhor Filme em Animação, do diretor Mamoru Hosoda.

O longa é uma produção do Studio Chizu, onde Hosoda fez uma postagem no site oficial do estúdio comentando sobre a indicação:

“Fiquei surpreso ao saber que Mirai no Mirai foi indicado ao 91º Academy Awards [“Oscar”]. Para mim, é muito significativo que esse singelo filme sobre o crescimento de uma pequena criança comum tenha sido escolhido para concorrer com obras sobre heróis. Com isso, espero que muitos outros possam aproveitar Mirai no Mirai.”

Mas essa não é a primeira vez que um longa nipônico foi indicado, e viemos lembrar das animações japonesas que já concorreram a estatueta e vale a pena ressaltar que pela primeira vez não é uma animação do Studio Ghibli.

# Ano de 2003 – A Viagem de Chihiro (2001)

Com direção de Hayao Miyazaki, foi o único filme a levar a estatueta dourada, produzido pelo famoso Studio Ghibli. Ele concorreu com Lilo & Stich, Spirt: O Cordel Indomável, A Era do Gelo e Planeta do Tesouro.

Sinopse: Neste é narrado as aventuras de Chihiro Ogino, uma menina de dez anos que se encontra em mudança junto com a sua família. Para economizar tempo, seu pai toma um atalho, porém acabam perdidos e chegam a um estranho túnel. Ao atravessá-lo, a família se depara com um povoado abandonado; os pais de Chihiro encontram um restaurante e decidem comer alguns alimentos ali deixados, enquanto que a menina vai investigar o lugar. Uma vez chegada a noite, Chihiro se aterroriza ao ver que o povoado está cheio de espíritos. Tentando encontrar seus pais, descobre que eles se transformaram em porcos. Assim, Chihiro tentará achar uma maneira de romper o feitiço e resgatar seus pais enquanto trabalha para uma ambiciosa bruxa em uma casa de banhos termais.

# Ano de 2006 – O Castelo Animado (2004)

Com direção de Hayao Miyazaki, com produção do Studio Ghibli. Concorreu com A Noiva Cadáver e Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais.

Sinopse: Sophie acha que seu destino é continuar com a chapelaria da família e não tem ambições. Certo dia quando saiu para visitar sua irmã Lettie ela é importunada por alguns oficiais do exército mas é salva por um bonito jovem. Mas isso atrai a atenção da Bruxa do Nada (Bruxa das terras abandonadas na versão brasileira) que lança-lhe um feitiço que transforma-a numa velha. Ela decide sair de casa em busca de um modo de quebrar a maldição, mas não sabe para onde ir.

# Ano de 2014 – Vidas Ao Vento (2013)

Depois de 6 anos, um filme japonês voltou a reaparecer na categoria de animação, e contou com direção de Hayao Miyazaki, e produção do Studio Ghibli. Concorreu com Meu Malvado Favorito 2, Frozen – Uma Aventura Congelante, Os Croods e Ernest & Celestine.

Sinopse: Jiro Horikoshi, um jovem que vive em uma cidade do interior, anseia em se tornar piloto de avião, mas sabe que nunca conseguirá, por conta de sua miopia. Em uma noite Jiro tem um novo sonho onde encontra Giovanni Caproni, um engenheiro aeronáutico italiano. Jiro decide que projetar por inteiro um avião e vê-lo voar é a sua meta de vida. Muitos anos mais tarde, Jiro viaja para Tóquio para estudar engenharia. No trem, ele conhece uma jovem chamada Naoko, que está viajando com sua empregada. Neste exato momento, o Grande sismo de Kantō ocorre, jogando o trem para fora dos trilhos e levando a empregada da garota a quebrar a perna. Jiro ajuda ambas a voltarem para casa, mas vai embora sem se apresentar. Grande parte de Tóquio está em chamas devido ao terremoto, e ele corre para sua universidade, ajudando a salvar os livros do incêndio.

# Ano de 2015 – O Conto da Princesa Kaguya (2013)

Com direção de Isao Takahata, e produção do Studio Ghibli. Concorreu com Como Treinar o Seu Dragão, Os Boxtrolls, A Cação do Oceano e Operação Big Hero.

Sinopse: Sanuki no Miyatsuko, um cortador de bambu, encontra uma menina dentro de um brilhante talo de bambu. Acreditando que ela seja uma presença divina, a leva para casa; ele e sua esposa, Ona, decidem criá-la como sua própria filha, e a chamam de “Princesa”. A menina cresce rapidamente e seus amigos apelidam-lhe de “Takenoko” (Pequeno Bambu). Sutemaru, o mais velho entre os amigos de Kaguya, desenvolve uma relação particularmente estreita com ela.

# Ano de 2016 – As Memórias de Marnie (2014)

Com direção de Hiromasa Yonebayashi, e produção do Studio Ghibli. Concorreu com Shaun, O Carneiro, Anomalisa, Divertida Mente e O Menino e o Mundo.

Sinopse: Anna é uma menina de 12 anos, filha de pais adotivos, sempre muito solitária e não exatamente feliz. Um belo dia, em um castelo numa ilha isolada, ela conhece Marnie. A menina loira de vestido branco se torna a grande e única amiga de Anna, mas ela descobrirá que Marnie não é exatamente quem parece ser.

# Ano de 2017 – A Tartaruga Vermelha (2017)

Com direção de Michaël Dudok de Wit, com produção do Studio Ghibli com parceria de outras produtoras. Concorreu com Kubo e as Cordas Mágicas, Moana e Minha Vida de Abobrinha.

Sinopse: Após sobreviver a um naufrágio, um homem se vê em uma ilha completamente deserta. Lá ele consegue se manter, através da pesca, e tenta construir uma jangada que lhe permita deixar o local. Só que, sempre que ele parte com a embarcação, ela é destruída por um ser misterioso. Logo ele descobre que a causa é uma imensa tartaruga vermelha, com quem manterá uma relação inusitada.

Deixe seu comentário

Tags

Fei Ting

Budista, espírita, católica, pisciana ao avesso, supersticiosa, amante da gastronomia e publicitária por acidente.

Relacionados