Videos

Toriko #324 a #330 – Recapitulação do Arco Another

Toriko chega ao All Blue por Rhafael Baes! Tripulante das antigas do All Blue! Uma honra recebê-lo como reviewer! :)) Confiem que os reviwers do All Blue são ELITE! Hahahahaha

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Review – Recapitulação Arco Another (324-330) por Rhafael Baes:

E ai, galera. Tudo bem?
Vou fazer um review de todos os capítulos lançados até agora nesse novo arco de Toriko. Como o arco ainda está no começo eu pensei em fazer uma recapitulação antes de começar com os reviews semanais.
Bem, vamos lá!

O terceiro arco dessa nova etapa de Toriko começa exatamente onde o anterior acabou: o grupo principal preparou o PAIR, a sopa do Menu de Acacia, e precisa ir atrás do próximo prato, ANOTHER, o “prato de peixe”. (Fish Dish em inglês, não consigo traduzir de um jeito que não soe estranho)

Como os arcos são totalmente em sequência, sem nenhuma transição entre eles, a aventura já começa bem agitada. Após revelar que a Terra está sendo cozinhada, o espírito de Kaka desapareceu. Kuribou, que estava infiltrado na NEO, diz que o tempo restante para a reunião dos 6 ingredientes que faltam é de 1 mês. É no fim desse tempo que o planeta estará “pronto” e a NEO completará seu objetivo.
Temos também a revelação de que Acacia pode não ter sido tão bonzinho quanto as histórias contam, e que ele pode ainda estar vivo! Isso era imaginável, mas não totalmente previsível. Parece que realmente Acacia vai ser o grande fdp da história.

1

O “grupo de caça aos ingredientes”, agora reforçado com diversos chefes, decide se dividir pra conseguir capturar os ingredientes mais rápido. Komatsu se oferece pra ir atrás de ANOTHER, um ingrediente cuja captura envolve habilidade culinária e a habilidade de viajar pro mundo dos espíritos. Por já ter “morrido” antes, Komatsu acredita ser a melhor opção para essa missão.
Enquanto Guemon e Malee voltam para o mundo humano pra entregar a sopa PAIR, o grupo sobe na Turtloon, com o objetivo de procurar Jiji “O Chef Dourado”, o único que sabe como cozinhar o resto dos ingredientes de Acacia. Fico meio bolado com Guemon voltando ao mundo humano. Adoro o personagem e queria ver ele lutando 🙁

O segundo capítulo do arco se inicia com uma explicação do Kuribou sobre a Área 6. É uma área totalmente aquática, com a civilização local vivendo debaixo do mar. ANOTHER se encontra no centro do Triângulo Negro, claramente uma referência ao Triângulo das Bermudas.
Aimaru utiliza uma técnica secreta/proibida que consiste no uso de bolor para criar um mapa, indicando a localização dos ingredientes procurados. Aparentemente quem lhe ensinou essa técnica foi Jirou.

Antes que qualquer um possa falar qualquer outra coisa, a Turtloon é atingida por tornados, que são nada mais do que pegadas do Rei Cobra da Área 4 (uma Mother Snake, espécie da Quinn). Felizmente, a criatura consegue se locomover também no mar. Porém os perigos não acabam. Uma criatura chamada Namibuzou, que tem nível de captura medido em 1600, ataca o Turtloon. O Namibuzou, porém, é eletrocutado e pega fogo repentinamente. Os salvadores do grupo foram Branchi e…Starjun!
Midora realmente pediu que Starjun fosse ajudar o grupo. Assim como o lance do Acacia, também era esperado. A “maldade” do Midora sempre foi relacionada ao Acacia e à Frohze.
Quando mais Namibuzous se aproximam, outro salvador inesperado aparece: o próprio Jiji, calmamente pescando em meio à tempestade acompanhado de seu Gunman Sunfish.

2

O próximo capítulo começa com todos na “casa” de Jiji. Sua ilhazinha era, na verdade, uma criatura de acampamento.  Rola uma interação entre o povo com Branchi e Starjun. Midora já sabe quem é o “real inimigo”, mas decidiu ajudar por querer o menu de Acacia também. Branchi diz que Midora também concordou em liberar os chefs prisioneiros. Jiji é revelado como o autor daquele caderno que Komatsu encontrou láaaa na Pirâmide Gourmet, arco de estreia do Zebra no mangá (caralho, faz tempo UHAUSHUAHS). Porém Jiji também diz que as receitas do caderno já foram superadas pelo próprio Komatsu, e até os Nitros Azuis estão surpreendidos com as habilidades culinárias inovadoras dele.

O Chef Dourado dá mais informações sobre a Área 6, dizendo que sei rei é o Rei Baleia Moon, capaz de absorver toda luz e matéria, a baleia do buraco negro. O poder de Moon é um dos maiores entre os 8 Reis, mostrando que o Triângulo Negro é realmente perigoso.

3

Jiji decide que a maioria do grupo ficará na Área 6, mas define os grupos responsáveis pelas capturas dos outros ingredientes. E esses grupos são:

Zebra e Branchi – Área 5 – Prato de carne: NEWS

Sunny e Livebearer – Área 4 – Sobremesa: EARTH

Coco e Tairan – Área 3 – Bebida: ATOM

Toriko e Starjun – Área 2 – Prato principal: GOD

4.1

Após a captura de todos os itens, os grupos se reencontrarão na Área 1 para capturar o aperitivo, CENTER!

Essa escolha de grupos foi bem legal. Branchi e Zebra já tiveram uma missão em dupla anteriormente (eles mesmos falam disso), e eu gosto muito da química entre eles. Branchi é meu personagem preferido do mangá, então espero muito desse destaque que ele vai receber. Aliás, os dois vão pro continente selvagem. Nada mais justo se tratando desses dois, não é? SHSUHSAUHSAUHSUAHSHSUAHSU

Sunny e Livebearer foi uma escolha menos óbvia, mas dá pra entender pela fascinação por beleza do Sunny entrando em contraste com a falta de beleza do chef. E os dois vão pro local onde está o Jardim Gourmet, uma área de beleza incalculável. Assim como a Área 5 combina com Zebra, essa Área 4 combina com Sunny.

Coco e Tairan estão juntos basicamente porque ambos são relacionados à veneno. Como Coco constatou, é bem provável que a Área 3, o Continente das Nuvens, tenha algum tipo de bloqueio venenoso. Também nos foi revelado que é na Área 3 que o Biótipo 0 da IGO fica.

Toriko e Starjun é o típico caso de reunião entre antigos rivais. Não tenho muito mais a dizer sobre a dupla em si. Tudo o que se sabe sobre a Área 2 é que é o local onde Rapp e Ryuu foram derrotados no passado.

No quarto capítulo do arco, Aimaru entrega um mapa para cada dupla, indicando a localização de cada ingrediente em suas respectivas Áreas. Os mapas, porém, apenas indicam caminhos, sem detectar possíveis obstáculos.
Antes da separação dos grupos, Toriko promete à Rin que no fim de tudo isso eles irão se casar no Hotel Gourmet onde Komatsu trabalha!
Ri bastante com essa cena, não esperava isso AUSHAUSHAUSHAUHS Mas é uma típica cena de romance de shounen. O protagonista sempre tem que ser bem atrapalhado ASHAUSHAUHSAUH

As duplas se separam e temos algumas cenas mostrando a interação de cada um. Branchi reclama de Zebra, e logos os dois são atacados por algum peixe gigante. Vale notar que o meio de transporte deles é um Baiacu Navio de Batalha, um bicho com ARMAS PRA CARALHO. Ri bastante disso também AUHAUSHAUSHAUHUHAUH

Sunny reclama da aparência de seu “navio” enquanto Livebearer age todo fofo com ele, causando nojo. Como eu tinha dito antes, a relação dos dois vai ficar nesse lance de um ser feio e o outro sentir nojo disso.

Coco e Tairan são a dupla mais séria, apenas conversando sobre o Continente das Nuvens e suas dificuldades.

Toriko e Starjun conversam principalmente sobre Midora e sobre a luta que tiveram no passado. Toriko diz que foi devastado pela derrota que sofreu, mas Starjun diz que acha que hoje em dia provavelmente o resultado seria outro. Eles também conversam sobre o fato de ambos “se lembrarem” de ingredientes que nunca comeram, o que é baseado no conceito dos humanos servirem apenas como hospedeiros dos demônios das células, e que essas lembranças seriam dos demônios. Esse é um ótimo conceito, mas foi apresentado bem recentemente e deve ser melhor trabalhado daqui pra frente.

De volta à casa do Jiji, o Chef fala sobre a localização dos 4 portais para o “mundo dos espíritos”, e diz que o mais seguro é o portal localizado em Blue Grill, cidade subaquática que abriga a civilização da Área 6. E assim, o grupo entra na área mais perigosa do Triângulo Negro.

5

O capítulo 328 é bem “resumável”. Ele se passa todo no caminho para Blue Grill.

Os chefs conversam entre si sobre as utilizações das águas do Triângulo Negro na cozinha, Jiji fala sobre utensílios culinários encontrados somente na Área 6 e menciona a existência de “comida espiritual”, que aparentemente são ingredientes exclusivos do mundo dos espíritos.
O grupo admira a paisagem e inclusive chega a encontrar um Rio de Poeira de Estrela, que é basicamente uma pegada velha do filhote de ANOTHER.

Chiyo, admirada com a beleza, fala um pouco de seu filho e revela que ele é sua real motivação pra estar nessa missão. Chiyo conta que nunca teve a chance de cozinhar para seu filho e nem de comer com ele, e que quer encontra-lo para realizar esse sonho. Foi bem legal essa cena. Já tínhamos ouvido sobre o filho de Chiyo e Chin no arco da Fruta Bolha, mas com a própria Chiyo falando sobre ele a carga emocional foi bem forte.
Cada um tem sua própria motivação inabalável para estar nessa missão, e essa motivação é necessária para que tenham sucesso. Komatsu dá um pseudo-discurso motivacional também, mas é interrompido pelo Corgolem, o Rei dos Corais. Além da baleia Moon existem outros 7 reis na Área 6, as 7 Bestas. Todos monstros com nível de captura acima de 4000. Eles conseguem fugir do Corgolem, mas a criatura “atira” um pedaço de seu próprio corpo para persegui-los.

Somos apresentados ao Don Slime, um espírito de comida que aparentemente serve como guia para Blue Grill. O espírito “fala” que a cidade já está perto. Jiji confirma, dizendo que o teto da civilização já pode ser visto. Descobrimos que toda a cidade fica DENTRO de uma fodendo ostra gigante. Um marisco de 10 milhões de quilômetros quadrados de área!
O capítulo acaba com o grupo finalmente chegando à Blue Grill, a maior civilização do Mundo Gourmet. Fiquei bastante ansioso pra ver como funciona essa civilização, e aparentemente os personagens também AUSHAUHSAUHSUAHS

6

O capítulo seguinte já começa com um ataque do Corgolem. Ou, pelo menos, com o pedaço dele que seguiu o grupo. A criatura, porém, é impedida por uma pessoa misteriosa, que corta o Corgolem em pedacinhos à distância e manda um pássaro para recolher todas as “partes picadas”. Os chefs reconhecem a habilidade de quem quer que tenha parado a criatura.

Jiji nota o entusiasmo de Komatsu, e diz que ele é o primeiro a parecer tão animado desde que Ichiryuu esteve na cidade. Don Slime, que agora fala SUHAUHSAUHS, demonstra alguma raiva contra o antigo presidente. Jiji diz que 2 anos atrás o time de reconhecimento de Blue Grill resgatou 3 humanos, que obviamente são os membros do Biótipo 0 que foram atacados pela NEO. No caso, foram Love, Rala e Tack os enviados para a Área 6. O foda é que ninguém pareceu ligar muito pra isso, foi só uma “referência pra leitor entender”.

7

O resto do capítulo é a apresentação de Blue Grill para os leitores pelos olhos dos chefs. A culinária da cidade é bem interessante, com os habitantes tendo diversos tipos inusitados de cozinhar e de servir os clientes. Kuribou e Melk II admiram panelas e facas exclusivas do lugar, o que é bem legal, já que ambos são artesões no mundo humano. Ah, aparentemente é comum para os habitantes de Blue Grill terem 4 ou 6 braços, mas alguns tem só 2 mesmo.
Eu curto bastante essas cenas de culinária de Toriko. Não são “realistas” igual SnS, e são bem viajadas, mas são divertidas.
Não demora muito para que os chefs comecem a explorar mais intensamente essa nova cultura, ajudando os chefs locais e experimentando os modos inusitados de cozinhar deles.

Então Chiyo “percebe” as pessoas que derrotaram o Corgolem mais cedo, e diz que é hora de retribuir o favor. A cena corta para o topo de um prédio, onde duas pessoas mascaradas estão conversando. Os pedaços do Corgolem ao fundo. Um dos mascarados diz que se os humanos não tiverem habilidades culinárias eles estariam ali somente para morrer e se tornarem novos “corpos” para os espíritos de comida. É nessa hora que o Corgolem se regenera, para a surpresa dos mascarados. Porém, como Chiyo havia dito, chegou a hora de retribuir o favor.
Fazendo o mesmo que os mascarados haviam feito antes, Chiyo corta o Corgolem em pequenos cubos à distância, aplicando Knocking em seus cortes. Tanto os mascarados quando Jiji reconhecem a habilidade de Chiyo.

O mascarado, cuja identidade permanece oculta, pede pra que “os interessantes sejam trazidos” para ele.

8

Finalmente o capítulo 330, o último dessa recapitulação. Os chefs do mundo humano já estão falados em toda a Blue Grill, sendo o centro das atenções.

Jiji explica que em Blue Grill os restaurantes e chefs são ranqueados por “conchas” ao invés de estrelas, sendo 10 o número maior. Ele também diz que Blue Grill conta com enormes fazendas e habitats de criaturas que fornecem ingredientes.  A civilização é estruturada de maneira semelhante ao mundo humano, tendo um sistema de leis, administração e quase 500 milhões de habitantes. O chef revela que a prosperidade da civilização é graça aos espíritos da comida, e que quando a noite cair os humanos vão entender o que ele quer dizer com isso.

Enquanto isso Komatsu encontra um jovem garoto chamado Chako em uma cena bem engraçada no banheiro. A cena é bem legal, mas isso aqui já tá enorme, então não vou descrever ela AUSHAUSHAUHSHU
Komatsu conta que é um dos chefs humanos que estão visitando, e Chako diz que seu sonho é ser um chef. O garoto também diz que existem apenas 5 chefs de 10 conchas na cidade. Komatsu aprende sobre a existência de certos talismãs em Blue Grill. Esses talismãs servem para afastar os espíritos de comida maus, que tem a intenção de possuir o corpo das pessoas. Toda essa conversa foi assistida por alguém que usava máscaras parecidas com os caras do capítulo anterior.

9

Em outra parte da cidade, Kuribou, Chiyo e Chin encontram Love, mas ela está usando uma máscara estranha também. Logo após isso, Tack aparece meio escondido e chama Chin para vir com ele.

10

De volta ao restaurante onde Jiji e o resto dos humanos estavam, os espíritos começaram a chegar. Mari, o chef do lugar, aparece. Mari diz que enquanto todos estiverem vivos os espíritos não possuirão ninguém, mas não é assim que funciona no mundo dos espíritos. E é por isso que os humanos precisarão mostrar suas habilidades culinárias. O modo de fazer isso é uma competição 5×5: 5 chefs humanos escolhidos contra os 5 chefs de 10 conchas. Somente se vencerem é que os humanos poderão atravessar o portal para o mundo dos espíritos.

E finalmente descobrimos que os 2 mascarados do capítulo 329 são membros do grupo dos 5 chefs. Mais especificamente eles são Picnic Bomber e Asarudy. Os outros três são Condor Window, Kakino Kish e Maymay.
Mari diz que a disputa será amanhã, no Estágio Grill. E o capítulo se encerra com uma cena cômica de Komatsu que faz os leitores se perguntarem se ele participará da competição.

11

12

E é isso, galera. Ficou um pouco (bastante) longa, mas foi essa a minha recapitulação do Arco Another até agora. Espero que tenham gostado, e nos vemos no review do capítulo 331. o/

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Rhafael Baes

11751052_814548295309315_1790840114_n

Fã de séries, mangás, livros, filmes e estudante de Direito nas horas vagas. Adora história, super-heróis e livros de fantasia, tendo o sonho de escrever um livro seu algum dia. Ainda tem esperanças de poder “surfar” numa Hoverboard de De Volta Para o Futuro.

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo