Videos

Shokugeki No Souma #120 – Evento Monstruoso

Agora é a vez de Shokugeki No Soma chegar ao All Blue! E nesse recrutamento de reviewers lindo, eis que aparece Matheus Rinaldi! E ele é quem escreverá sobre a obra culinária ;)) Deem boas vindas e confiem. Se tá aqui é porque é foda! :))

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Shokugeki No Soma #120 por Matheus Rinaldi:

Alô galera de cowboy, alô galera de peão! Quem gosta de Shokugeki bate forte a panela no fogão! QUE?? NÃO! NÃO FAÇAM ISSO QUE ESTRAGA O TEFLON!!!

Brincadeiras a parte, galera, é hora de começar a review do capítulo 120 de Shokugeki. Só uma leve recapitulação dos últimos dois capítulos: conhecemos finalmente toda a legião da Elite dos Dez, por mais que nós não tenhamos visto muito deles, infelizmente, mas informações importantes pro rumo da história foram apresentadas e vimos quanto nossos queridos protagonistas estão ferrados daqui pra frente dentro dessa escolinha do barulho, né? (sério, não batam panela que estraga, viu?)

E já começamos bem essa saga do Festival da Academia Tootsuki, né não? Um capítulo extremamente enérgico e cheio de informações como Shokugeki sabe bem fazer! Vimos muito mais do Kuga e os problemas que o Souma vai ter que enfrentar pra aprender a não confrontar os outros assim de cara como ele sempre faz. Quem tá acompanhando sabe que o Souma não tem muita noção as vezes e consegue ser extremamente imprudente quanto a certas situações (como desafiar um certo chefe super famoso).

Estão prontos pra começar o capítulo? Peguem um aperitivo (provavelmente vocês vão ficar com fome lendo isso, como todos ficamos) e bora lá!

Capítulo 120: Evento Monstruoso (quanto um evento da Tootsuki não é monstruoso gente, pelo amor de Deus!!)

Começamos o capítulo com Souma trombando com Erina e já logo de cara recebemos novas informações durante mais uma conversa dos dois: toda a Elite dos Dez estará com uma barraca no evento, que na realidade é muito mais algo dedicado a Elite dos Dez do que aos outros alunos, pois a Elite acaba atraindo mais cliente$$. Assim vemos uma Erina irritada pela falta de informação do Souma, enquanto ele continua convencido de que vai lacrar as barraquinhas inimigas.

Megumi que veio do interior mas é o Souma o caipira, haha!
Megumi que veio do interior mas é o Souma o caipira, haha!

Erina claro que já tinha sacado que Souma não tava por dentro de nada e deveria estar achando que seria fácil, as always. Passamos para aula de Educação Física aonde Souma conta seus planos para Megumi, que nos revela que Kuga é especialista em comida chinesa, e apresenta Souma a uma das novas personagens que vamos ver nessa saga: Houjou Miyoko, herdeira de uma família também especialista em comida chinesa. Super disposta, Miyoko inocentemente pergunta para Souma quantos ajudantes ele já tem pra barraca, e claro, se você pensou em 0, acertou o número, o louco acha que pode fazer tudo sozinho, afinal, pra ele é só uma “barraquinha.”

Eita, tem tempo de me mostrar essa erva tua, parece ser da boa!
Eita, tem tempo de me mostrar essa erva tua, parece ser da boa!

Miyoko decide dar um choque de realidade no Souma e logo somos apresentados ao Centro da Sociedade de Pesquisa de Culinária Japonesa a.k.a. Quartel-General do Kuga. Logo chegando lá temos uma visão bizarra, pra falar o mínimo: os caras parecem um monte de clones, fazendo movimentos perfeitamente sincronizados. Ou seja, Kuga tem um esquema de escravidão -nnnnnnn.

3
Escravos de fábrica ou cozinheiros treinados? Fica a dúvida!

Souma como sempre, muito inteligente, já chega pra Kuga deixando bem claro que estava ali pra descobrir o que ele ia fazer e superar ele. E recebe uma resposta bem direta: Mapo Doufu. Claro que o Yukihira servia Mapo Doufu e Souma faz questão de deixar isso salvo pra registro futuro. Kuga decide então mostrar para Souma algumas … coisinhas e seleciona 10 escravos chefes para que façam Mapo Doufu a la Kuga para Souma experimentar.

Escravos asiáticos treinados: um novo perigo para a humanidade.
Escravos asiáticos treinados: um novo perigo para a humanidade.

Os dez pratos ficam prontos exatamente ao mesmo tempo, e claro, todos com a mesma qualidade. Quando Souma experimenta o Mapo Doufu, é forçado a cair na real ao perceber que todos os pratos são exatamente perfeitos e em um nível totalmente diferente do Mapo Doufu de Yukihira. Após o choque, Kuga atira a bomba: o festival da academia é um evento monstruoso aonde a média de clientes é de 500,000 e deixa claro que se Yukihira não conseguir seguir no mínimo 1,000 pratos por dia se quiser chegar a algum lugar.

Os dados estão lançados: Souma é apenas um, e dentro de um prazo curtíssimo tem que selecionar uma receita que consiga superar a de Kuga. A pergunta de 1.000,00 é: como Souma vai conseguir superar Kuga?

Take me or leave me, bitch!
Take me or leave me, bitch!

Esse capítulo foi simplesmente um poço de tensão do meio para o final com o nível de qualidade que só Shokugeki sabe trazer! Não consigo ver uma saída sequer pra situação do Souma e não duvido nada que ele falhe, afinal, Shokugeki já se mostrou um mangá com um nível de protagonismo bem baixo, né gente.

E aí, quais são as apostas de vocês pra essa saga? Quem vocês acham que vai ter barraca no Festival? Alguma teoria de como o Souma vai sair dessa enrascada que ele se meteu? O que acharam desse capítulo? Bom, mediano, ruim? Comentem ai e até a próxima semana, galera!

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Matheus Rinaldi

Foto About

 

O louco da séries que lê mais do que deve. Sempre com um livro na mão, tem 17 anos e sonha em fazer a diferença na área de Design Gráfico. Viciado cultura pop acha que mangás e animes deveriam integrar também a cultura pop principalmente por conta de Shokugeki no Souma e Boku no Hero Academia, seus mangás favoritos.

Deixe seu comentário

Tags

Relacionados