Videos

Shokugeki No Souma #122 – “Má” e “Lá”

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Shokugeki No Soma #122 por Matheus Rinaldi:

E aí, gurizada? Tudo tranquilo com vocês? Comigo tudo ótimo, obrigado. Depois desse meu desaparecimento por duas semanas, espero que vocês estejam esfomeados (sacaram?) por review! E não só espero, como vou empanturrar (opa opa, outro!) vocês de review! Essa semana vamos ter um combo no melhor estilo fast food, haha. Teremos hoje o review do capítulo 122, amanhã, do 123 e terça, teremos o review do capítulo dessa semana, 124. Mas enfim, prontos para a primeira dose? Então bora lá!

Capítulo 122: “Má” e “Lá”

Começamos o capítulo com uma apresentação sobre o festival e o que ele é tanto em teoria, como na prática e seu nome oficial: Festival do Banquete Lunar, um festival aonde a Academia Tootsuki se torna uma cidade e/ou um país gourmet (isso significa que tudo vai ser caro? Não!) com duração de 5 dias, que recebe mais de meio milhão de visitantes

Logo de cara já somos tranquilizados sobre a situação do Souma quanto a ser expulso por perder dinheiro no festival: isso é quase impossível, pois os professores auxiliam os alunos que montam estandes com isso para que não aconteça algo do tipo, a menos que a pessoa faça algo impossível de cara … como jogar um estande na frente de um competidor de nível altíssimo como Kuga.

(Pausa pra quotar a frase da Ikumi porque nada melhor do que representação dentro do mangá né? “Como sempre eu não faço ideia do que se passa na sua cabeça, seu grande idiota! Esquece essa história de desafiar a Elite dos Dez, você vai terminar é sendo expulso!” Tem personagem mais representativa do que essa, minha gente?)

Isso ai, Ikumi, dá uma dura nesse retardado!
Isso ai, Ikumi, dá uma dura nesse retardado!

E vemos um grande progresso no clube de Dons, que agora tá cheio, gente! Fiquei super feliz com isso! É dito que tanta gente se juntou ao clube do causa da Ikumi, mas sei lá, acho que realmente a Ikumi atraiu as pessoas, mas tanto ela como o Kanichi conseguiram cativar pessoas o suficiente para aumentar o clube a esse ponto.

E somos bombardeados com um momento MUITO fofo com Kanichi e Ikumi dizendo para o Souma que caso ele chegue a um beco sem saída, eles estarão lá pra ajudar ele e a Tadoroko, afinal, eles são membros honorários do Clube de Dons.

Pausa pra apreciação desse traço lindo!
Pausa pra apreciação desse traço lindo!

Depois de toda fofura e sensatez dessa conversa entre Ikumi, Kanichi e Souma, vemos nosso cozinheiro sem noção passando por uma mansão e encontrando uma grande quantidade de pessoas desconhecidas e uma multidão de caminhões e trabalhadores, e então, descobrimos que é, isso mesmo, o estande de ninguém menos que Erina Nakiri. Souma se aproxima e começa a conversar com Erina e finalmente se dá conta que Erina não é a coleguinha de classe dele e sim um assento da Elite dos Dez, e como sempre, chega Arato, com seu timing péssimo e dá brecha pro Souma chamar as duas para uma sessão de degustação.

Não moço, eu prometo que vou pagar, não vende minha casa!!
Não moço, eu prometo que vou pagar, não vende minha casa!!

Logo que Souma serve os pratos, tanto Erina como Arato já percebem: é um prato simples demais! E só de colocar na boca, a loira já diz: Souma nunca ganhará de Kuga com sua receita atual, pois é uma receita fraca tanto em “Má” (MAAAAAOEEEEE!) quanto em “Lá”. Não, não faltou o Silvio Santos, gente, Má e Lá se tratam de dois tipos de fundações da culinária chinesa. O apimentado que provém da pimenta malagueta e causa ardor, “Là Wèi”, e o apimentado dormente que provém da pimenta Huajiao, “Má Wèi”.

Erina começa uma palestra (zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz … mentira gente, cultura nunca é demais) sobre a culinária chinesa, e explica que a culinária chinesa é uma cultura muito vasta e dividida, principalmente por conta das áreas em que se localização, aonde os pratos variam por variações climáticas e costumes. Erina nos passa a informação de que Kuga usa a culinária de Sichuan, que tem foco em comidas apimentadas. E … SUIAHISAHUIAUHIS’ Erina se toca de que tava dando informações importantes pro Souma sem nem perceber! Gente, tem personagem mais cômica e desligada que a Erina? Deuses …

Bora Erina, palestra filha!
Bora Erina, palestra filha!

Mas enfim, após Erina se recusar a continuar com a explicação (shame on you, Erina!), Souma lembra de algumas coisas que havia conversado com Houjou, algo aliás, muito interessante. O Centro de Pesquisa de Culinária Chinesa não costumava ser como é hoje, com aquele bando de escravos clones montados por Kuga, um dos principais motivos pelo qual Houjou se recusa a entrar para ele, mesmo sendo especialista em culinária chinesa. Quando Kuga entrou no Centro de Pesquisa, o mesmo implementou regras e conseguiu destruir totalmente o estudo da culinária chinesa em um geral, tomando o controle e focando totalmente em culinária de Sichuan, usando o Má Là Wei como uma arma para arranjar Shokugekis. Tenho que dizer que o personagem caiu muito no meu conceito … que personagem nojento, hein?

Arato depois de escutar isso, também puxa lembranças e as expõe: Kuga já disse algumas vezes que ama o fato de que quando comem seus pratos, as pessoas começam a ficar vermelhas e seus olhos lacrimejam, mas continuam comendo porque não conseguem parar. GENTE, ALGUÉM PARECE ESSE PSICO ANTES QUE ALGUÉM MORRA! E o Souma ainda tem a cara de pau de falar que entende ele!!!! E não para por ai, Erina finalmente joga a real: Kuga sabe muito bem o poder de dominação que seus pratos exercem, e foi assim que o mesmo chegou no assento dele na Elite dos Dez. Um belo de um psicopata esse menino, hein?

Finalmente pronto para integrar o elenco de hienas em Rei Leão!
Finalmente pronto para integrar o elenco de hienas em Rei Leão!

Tadoroko chega depois de Arato e Erina irem embora e encontra Souma concentrado em achar uma solução e salvar seu rabo de queimar no fogo, afinal, ele finalmente caiu na real, né gente … Quando Souma decide perguntar para Tadoroko se ela pretende ficar no estande do Dormitório da Estrela Polar com Isshiki e os outros, descobre: a menina desistiu tanto do estande do Dormitório como do estande do Centro de Pesquisa de Culinária Local para participar do dele! E foi uma fofa como sempre quando viu a cara de confusão do Souma, haha! Coitada, pensou que ele não queria ela e teve um pequeno acesso de justificativas que nem precisava.

De preferência pense antes de fazer algo, tá, Souma?
De preferência pense antes de fazer algo, tá, Souma?

E como o melhor sempre fica pro final, temos um Hayama atendendo a porta com uma cara suspeita e tcharãm! Alice Nakiri e Ryo Kurokiba, minha gente. Que isso? Festival de personagens que o escritor gosta? Assim minha concentração vai pro saco! Mas voltando, minha pergunta da review passada foi finalmente respondida: Alice vai ter uma barraca, assim como Hayama, porém … VAI SER UM ESTANDE DOS DOIS JUNTOS! Isso mesmo, gente! Como o período das inscrições já tinha fechado quando Alice decidiu participar, ela mexeu os pauzinhos e conseguiu convencer Jun a deixar ela participar do estande, e a garota já chega dizendo que vai ser a chefe do estande, o que claramente deixou Hayama puto da vida!

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Matheus Rinaldi

Foto About

O louco da séries que lê mais do que deve. Sempre com um livro na mão, tem 17 anos e sonha em fazer a diferença na área de Design Gráfico. Viciado cultura pop acha que mangás e animes deveriam integrar também a cultura pop principalmente por conta de Shokugeki no Souma e Boku no Hero Academia, seus mangás favoritos.

Deixe seu comentário

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo