Videos

Tokyo Ghoul: RE #34 – Boa Forma

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Tokyo Ghoul: RE #34 por Daniel Alcântara:

Eaí tchurma, tudo beleza? Mais uma semana se passou e cá estamos aqui novamente para mais um maravilhoso review de Tokyo Ghoul:RE aqui no All Blue, simbora que esse trem não espera:

CAPÍTULO 34 : BOA FORMA

O capítulo começa com Shirazu em um pesadelo, ele imagina aparentemente a figura de seu pai enforcado em uma sala lhe pedindo desculpas, em seguida escuta a voz da Quebra-Nozes “eu quero ficar bonita”, até que ela aparece na sua frente com uma cara demoníaca, pqp que agonia.

Como não ter medo dessa desgraça?
Como não ter medo dessa desgraça?

Shirazu acorda assustado, obviamente né, depois de ver a quebra-nozes daquele jeito quem não? Saiko e Mutsuki vem perguntar se está tudo bem com ele devido ao seu berro. Em seguida estamos na sala de conferência do Esquadrão S1, que está responsável pela operação “Rose”, com todos os QS reunidos se juntam a eles Kijima e seu assistente, em seguida aparecem Kuramoto que agora é um investigador de primeira classe assim como Haise e alguns membros do esquadrão de Hirako, que elogiam Mutsuki por ter alcançado o rank 1 e admitem não terem tido fé nele(a) antes da promoção mas agora tem confiança em suas habilidades, é legal perceber o reconhecimento que uma promoção promove dentro da CCG, só esperamos que Mutsuki possa cumprir com nossas espectativas.

Em seguida somos apresentados ao comandante tanto da operação quanto do esquadrão S1 e a seus braços direitos digamos assim:

Da esquerda pra direita: Primeira-classe: Hairu Ihe, Classe Especial: Koori Ui, Primeira-classe: Taishi Fura.
Da esquerda pra direita: Primeira-classe: Hairu Ihe, Classe Especial: Koori Ui, Primeira-classe: Taishi Fura.

É citado que Koori é uma das promessas do esquadrão de Arima, então você já fica ciente do potencial da criança. Koori começa a expor os fatos conhecidos sobre os Rosewald e menciona que a operação terá que começar com um enfoque em encontrar uma espécie de líder dentro dos Rosewald, haja visto que eles não são um grupo que deixa muitos vestígios.

 

 

Haise parece pensativo com a idéia de uma investigação efetiva e Hairu nota e até da uma olhadinha por cima do ombro, depois que a reunião termina e o esquadrão QS está indo embora Hairu os encontra e começa a bater um papo principalmente com Shirazu, o pergunta sobre a sua idade e revela ter a mesma idade que eles, destaque pra reação do Urie já que ele mesmo ter pesquisado sobre os melhores graduandos mas nunca ter notado Hairu, Haise ou Fura comentam (não consegui distinguir muito bem quem falava nesses 2 balões, TG sempre me pega peças com os diálogos) que Hairu é 3 semestres adiantada em relação a todos eles e que até mesmo participou da operação da Coruja ao lado de Arima. Urie como sempre tem sua crise de recalque.

Em seguida temos um diálogo entre Washu e Marude, onde Washu pede de dar suporte a operação Rose por já ter enfrentado a família Rosewald na Alemanha, entretanto, Marude já rebate que a única coisa que ele aprendeu na Alemanha foi a morte sem sentido e como ele mesmo pensa “Não há recompensa para mortes sem sentido”. Não consigo ir com a cara do Washu e acho que ele esconde algo de grande importância, vejo ele como um “mal” dentro da CCG.

Agora estamos no laboratório da CCG, Haise e Shirazu estão prestes a ver a mais recente quincke criada a partir da Quebra-nozes, uma legítima quincke criada a partir de uma kagune quimera natural, coisa rara hoje em dia amigos. Imediatamente as memórias sobre a quebra-nozes recaem sobre Shirazu o que o faz passar mal, qual será a verdade por trás da relação entre os dois? O que pode ter sido tão chocante na morte de Quebra-nozes para fazer o Shirazu reagir assim sempre que lembra dela?

Vai uma coca ai? Olha a propaganda na cara duraaaaa.
Vai uma coca ai? Olha a propaganda na cara duraaaaa.

Shirazu pergunta se recompensa recebida pela morte da Quebra-Nozes (1.7 milhões em barras de ouro MA OI) foi muito, não entendi sinceramente a motivação da pergunta mas Haise simplesmente responde que não sabe, como tudo na vida dele.

Agora estamos no lindíssimo jardim da família Tsukiyama, Kanae está por lá e tem sua atenção chamada por outro dos lacaios da família Tsukiyama provavelmente, ele diz a Kanae que o mesmo está chamando muita atenção da CCG e que no fim isso pode prejudicar a família e da até mesmo a sugestão de que Kanae vá embora para servir outra família, mas com uma reação magnífica e nada menos do que esperada de um servo tão legal ao seu mestre Kanae revela que não há sentido se ele não estiver servindo nosso querido Shuu.

 

 

Como eu amo esse traço do Sui Ishida.
Como eu amo esse traço do Sui Ishida.

Mas a “ratinha” ( que é como Kanae chama o lacaio e como não sabemos seu nome vai ser esse mesmo vlw flw ) indaga uma questão: Tsukiyama não é assim também? Se preenchendo apenas com vazio, já que não consegue ter aquilo que quer.

Ela diz também que pensou em formas de salvar Shu mas a família Tsukiyama pode desaparecer. E deixa numa ar uma última questão, se Kanae era capaz de sacrificar sua própria família por Shu. Eu já disse o quanto eu to ansioso por esse desfecho em relação ao Tsukiyama não é? E a cada capítulo Ishida-senpai só atiça essa minha ansiedade, o que será que Kanae fará para salvar Shu? E será que vai demorar para que a operação Rose chegue até a família Tsukiyama? É com essas questões que eu vou ficando por aqui, até semana que vem galera.

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Daniel Alcântara

11297732_762711853841693_295307969_n

Jovem estudante de direito, apaixonado por psicologia. Ama ler qualquer tipo de material e acha que não tem sensação melhor do que ver algo saindo do papel para tomar vida na TV.

Deixe seu comentário

Tags

Relacionados

Confira Também

Close