Videos

Tokyo Ghoul: RE #35 – Dependência

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Tokyo Ghoul: RE #35 por Daniel Alcântara:

Senhoras e senhores com vocês:

                                        TOKYO GHOUL RE:

                              CAPÍTULO 35 : DEPENDÊNCIA

Começamos o capítulo com a questão indagada no final do 34, Kanae é capaz de sacrificar a sua própria família em prol da família Tsukiyama?

Ele está se sentindo perdido, sem respostas. Como a maioria dos ghouls no mundo de TG, Kanae pensa que sentimentos “inúteis” como o amor, frustação, etc. são coisas exclusivas dos humanos, uma tolice como ele mesmo diz. Grande parte desse tipo de pensamento se da pelo desenvolvimento dos ghouls pela história, sempre caçados, sempre considerados o mal no mundo.

Ele relembra que a família Tsukiyama o salvou quando sua família foi morta pela CCG e que por ter uma eterna dívida para com eles, jamais poderia abandoná-los.

Um tanto quanto desproporcional essa cabeça do Mirumo não?
Um tanto quanto desproporcional essa cabeça do Mirumo não?

Kanae admite que no início não gostava de Mirumo mas da a entender que desde o começo já era ligado a Shu, Mirumo pede para que ele leve a um guarda-chuva para Tsukiyama e quando Kanae chega por lá, tsukiyama está like a ITS RAINING MEN.

Tsukiyama nesse ângulo me lembrou muito o Isshiki de Shokugeki no Souma, pra quem não acompanha .. ACOMPANHE!
Tsukiyama nesse ângulo me lembrou muito o Isshiki de Shokugeki no Souma, pra quem não acompanha .. ACOMPANHE!

Lá estão Tsukiyama e Hori, a “ratinha” do capítulo passado, Shu pede para que ela tire uma foto dele, afinal é raro vê-lo encharcado e Hori simplesmente diz “Não vou fazer isso” O QUÊ? UAUSHASUA, Tsukiyama com seu humor único, que saudade desse personagem.

“Mestre Shu tem um coração enorme, ocasionalmente sua benevolência é repartida com humanos inferiores.” Kanae se revolta com o fato de que Tsukiyama está tratando normalmente uma reles humana, ainda mais sorrindo e brincando com ela, legal sabermos que a Hori é uma humana afinal de contas.

Draw me like one of your french girls.
Draw me like one of your french girls.

Avançamos no flashback e agora estamos no começo da crise do Mestre Shu, quando sua Kagune começa a sair do controle, em virtude, segundo Mirumo, das inúmeras relações consangüíneas da família Tsukiyama. Shu está rebatendo sua kagune ao redor da cama, atingindo qualquer coisa que se aproxima, todos os servos da família estão sem reação perante as ações de Shu, Kanae decide que vai pará-lo usando a força, usando sua própria kagune.

Olha o rosto do Shu, que visceral, me lembrou até uma múmia.
Olha o rosto do Shu, que visceral, me lembrou até uma múmia.

A kagune se fundindo ao seu rosto me lembrou a Kakuja do Jason, o que quer dizer que Shu está próximo de liberar sua Kakuja? Visto que como Gourmet, ele foi um ávido canibal, além claro de ter experiência em combate, etc. Isso claro se ele não morrer antes no processo.

Gostei de ver a kagune do Kanae, uma rinkaku parecida com a do Kaneki, 4 tentáculos em formatos parecidos com uma caudão de escorpião (sem o ferrão, obviamente) Shu começa a falar que aquela comida imunda não pode satisfazer seu paladar, afinal WHO DO YOU THINK I AM? I’M THE GOURMET BITCH!, será isso um resultado de não conseguir comer nada com um sabor tão bom quanto o do Kaneki? Por falar em kaneki, minha teoria de que Tsukiyama estaria assim devido a um estado de luto/greve de fome com a morte de Kaneki foi pro espaço com esses dois últimos capítulos mas tudo bem.

Kanae consegue imobilizá-lo e depois de gritar “Me traga o meu” e alguns servos da família segurarem Tsukiyama, mantendo sua boca aberta, a besta indomável se aquieta. Na minha concepção Kanae deu a Shu a própria carne para que ele se acalmasse mas posso estar enganado não?

Quando Shu já está calmo e lúcido em sua cama, com uma aparência cadavérica, ele pergunta a Kanae o que todos estavam fazendo em seu quarto, visto que aparentemente não se recorda de nada. Kanae simplesmente conta uma mentira em vez de lhe dizer a verdade.

Ele pede desculpas a todos pelo trabalho que está dando, e numa cena linda passa o comando da família para as mãos de Kanae.

Que cena, que família, que personagens!
Que cena, que família, que personagens!

 

Depois disso Kanae sai correndo na floresta, balbuciando para si: “Odeio Hass” (Hass = Haise?), até dar de propósito a cara em uma árvore(?) e continua batendo o rosto na árvore, até que cai no chão e pensa consigo:

”Eu odeio, a ratinha, o incômodo (Kaneki), o desconhecido (Haise), agora eu odeio até mesmo essa lealdade.”

Kanae está sobrecarregado, aparentemente cansado de ter que dividir Shu, de ter que correr atrás de pessoas como Haise/Kaneki para satisfazer Shu, ou pelo menos tirá-lo daquele estado.

Estamos agora em uma emboscada feita pelo Cicatriz para encurralar alguns membros dos Rose, eles tentam fugir e temos a apresentação de uma kagune destacável, que se materializa como uma parede, porém mais membros da CCG chegam para barrar a fuga dos ghouls.

E agora estamos NO ÚLTIMO LUGAR DO UNIVERSO QUE EU ESPERAVA VER NESSE CAPÍTULO: A loja de máscaras de Uta.

Ele está lá de boa, fazendo seus maravilhosos desenhos, escutando uma música, quando a porta toca e quem está lá fora? HAISEEEEEEEEE, o que esse menino travesso está fazendo por essas bandas?

Uta atende a porta e os dois ficam cara-a-cara, “Você está aberto?” “Sim, estamos.”

Uta, o que ele fará em relação a Haise? O tratará normalmente?
Uta, o que ele fará em relação a Haise? O tratará normalmente?

O que Haise foi fazer indo atrás de Uta? Perguntar sobre a máscara? Ou até mesmo perguntar sobre Kaneki? Tomara que no próximo capítulo tenhamos um diálogo entre os dois, estou no mínimo ansioso pelo próximo capítulo, tomara que Uta abra uma porta na cabeça do Haise, para que ele compreenda mais o Kaneki.

Gostei bastante do capítulo, principalmente pelo plot final mas também por termos uma “palinha” do Shu no mangá e sabermos mais a fundo o que acontece com ele, quero ver como o Ishida vai desenvolver o Kanae e qual vai ser a importância dele daqui pra frente.

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Daniel Alcântara

11297732_762711853841693_295307969_n

Jovem estudante de direito, apaixonado por psicologia. Ama ler qualquer tipo de material e acha que não tem sensação melhor do que ver algo saindo do papel para tomar vida na TV.

 

 

Deixe seu comentário

Tags

Relacionados