Videos

Toriko #333 – Primeiro Round da Batalha!

Review do Capítulo #333 por Rhafael Baes:

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

E ai, galera? Tranquilos?
Hoje é o review do cap 333, com o início da competição de culinária do Grill Stadium.

Antes de começar eu queria pedir aos fãs de Toriko que por ventura também acompanhem One Piece que visitem meu blog, o Cipher Pol 1 Piece. Ele é novo, tem nem um mês, mas é um espaço pra reviews e teorias. Inclusive já revisei o capítulo 795 e o post já está lá o/

Bom, agora bora pra Toriko o/

O capítulo começa no Grill Stadium, logo após a chegada dos chefs na arena.
Asarudy repara que “aquele chef” não estava entre eles (Komatsu, provavelmente) e parece bem decepcionado com isso.
Condor fica meio meh por achar que os outros 5 são todos uns cozinheiros sem valor, mas Asarudy meio que “se afoga” naquelas gosmas que tentaram vomitar no Komatsu a ver as auras dos chefs humanos.
Claro que isso foi um tipo de visão, não rolou de verdade. Creio eu que tenha sido o modo do Shima de mostrar que Asarudy se assustou com o potencial dos humanos.

1

Maymay tira Asarudy do “transe” ao perguntar se o companheiro conseguiu “ver” o fim da partida.
Parece que Asarudy consegue analisar e medir o potencial dos adversários e, desse jeito, pode saber quem sai vitorioso em competições como essa.
Maymay meio que confirma isso, dizendo que Asarudy lê 10.000 livros por ano e consegue analisar os padrões que toda história segue.
Asarudy, porém, diz que essa situação específica é imprevisível.

“Isso não é ficção. O que está pra acontecer aqui pode estar além da minha imaginação...”
“Isso não é ficção. O que está pra acontecer aqui pode estar além da minha imaginação…”

Asarudy avisa que se os humanos forem subestimados, são os 5 Dez Conchas que vão acabar e dando mal.
Condor, idiota que é, nem dá bola

Porém esse momento é interrompido pela chegada do Caranguejo Caixão, uma criatura usada para armazenar ingredientes extintos do Mundo dos Espíritos. Como o narrador disse, isso significa que alguns ingredientes estranhos e desconhecidos serão vistos.
Maymay e Picnic Bomber falam que isso é coisa do Don Slime, e que provavelmente ele conseguiu a aprovação do Mundo dos Espíritos pra esse tipo de coisa.
Eu estranhei isso, um rei espírito precisar de aprovação pra alguma coisa. Mas sei lá, deve existir alguma burocracia do lado de DENTRO do Mundo dos Espíritos. Não parece tãaaaao bizarro ASUHAUSHAUHSAU

3

Kakino Kish diz que, de fato, é justo usar ingredientes que nenhum dos 10 chefs viu antes, mas que mesmo assim a vitória é dos 10 Conchas, pois eles podem ouvir a voz dos ingredientes.

Uns mecanismos estranhos aparecem e levantam a arena como se fosse a tampa de uma panela, revelando a verdadeira natureza do Grill Stadium. O estádio conta com um “fogão” gigante! E o pior: um cara acende o fogão, revelando que ele queima com almas (??????). O “Fogão Espiritual de Almas” é abastecido pelo apetite de almas famintas.
Tipo, cara, WTF?
Esse lance de almas fica cada vez mais bizarro. Os caras usam almas pra tudo lol.

4

O Caranguejo Caixão “cria” uma bolha de água e abre sua “porta”, soltando dois peixes idênticos nesse aquário flutuante.
Ninguém no estádio conhece essa espécie de peixe, e mesmo o ST10 tem problemas em identifica-lo. Porra, são ingredientes desconhecidos MESMO!

Um dos Degustadores, porém, consegue identificar o peixe como um “Leafish”, um peixe extinto a 15.000 anos. Muitas poucas pessoas no mundo todo comeram esse prato. Seu nível de dificuldade é altíssimo não somente pela preparação, mas também pela dificuldade em captura-lo. Ele costumava habitar uma região na Área 5 chamada Vales de Gravidade Múltipla. Da pra ter uma ideia do quão hard era pegar esse bicho.

5
Os chefs humanos observam curiosamente aquele “aquário flutuante”, que não é nem água e nem ar. Para cozinhar o Leafish, antes eles precisam entrar nessa bolha e capturar o peixe. Yuda se oferece para ser o primeiro desafiante.
Yuda pede sua faca para Melk II. A faca feita por Melk I, a Bannou Yakutou.

Do lado dos 10 Conchas vemos Condor Window BABANDO pelo peixe AUSHAUSHAUHSUAHS
O bicho tá vivo e ele já tá babando pelo prato delicioso que vai comer. Rapidamente Condor se oferece para o desafio e já pula direto para a bolha, com suas facas nas mãos. (em duas dela, ele tem quatro e.e)
Condor imediatamente sente os efeitos da gravidade dentro da bolha, perdendo todo seu senso de equilíbrio. Segundo ele, é como se ele estivesse debaixo de uma cachoeira, sendo jogado e virado pela água.

Don Slime diz que o Mundo dos Espíritos não possui conceitos como gravidade.
“Você precisa conseguir preparar ingredientes nesse espaço. Se não puder lidar com esse tipo de dificuldade, não adianta nem tentar ir pro Mundo dos Espíritos.” (adaptei a fala pra ficar mais entendível hue)

6
O Leafish surpreende Condor ao ataca-lo, revelando ser um carnívoro. Condor diz que por sua experiência no “mundo de trás” ele deve ter vantagem, e se prepara pra usar algum tipo de técnica no Leafish.
O chef cria uma bolha de algum outro tipo de líquido e, uma vez que o Leafish está envolvido por essa volha, Condor usa o Knocking nele. A torcida grita e comemora quando o chef consegue facilmente neutralizar uma criatura que nunca viu antes.

“Eu não sou exatamente jovem. Tenho muita experiência.”
“Eu não sou exatamente jovem. Tenho muita experiência.”

Condor então é surpreendido por Yuda, que TAMBÉM já nocauteou seu próprio Leafish!
Yuda se apresenta, dizendo que tem 124 anos. “Sou um pouco mais jovem que você, não? Além de Setsuno, Chiyo e Zaus, nunca desafiei alguém mais velho que eu…”
Yuda diz que está excitado com a competição, e pede para que comecem a cozinhar, já que ambos capturaram o Leafish.

Condor, ainda surpreso com o sucesso de Yuda, se apresenta para seu oponente. O chef espiritual viveu por mais de 3000 anos. Ele chama o humano de criança e diz que não tem certeza de sua própria idade, pois não se lembra de todos os anos.
Yuda responde dizendo que é melhor ele começar a se lembrar, pois ele pode acabar perdendo para essa “criança”. Muito foda AUHSAUHSUAHSUAHS
Eu curto o Yuda desde o Festival de Culinária, vai ser bem legal ver ele tendo destaque agora.

O narrador apresenta Yuda para a plateia. “O mestre da culinária medicinal, Yuda do Um Milímetro!”.

8

Condor, que agora tá putasso, desafia o humano novamente.

“Bom, é melhor você me dar uma luta que eu não poderei esquecer. Porque até agora parece bastante esquecível... Vamos ver seu nível.”
“Bom, é melhor você me dar uma luta que eu não poderei esquecer. Porque até agora parece bastante esquecível… Vamos ver seu nível.”

E com esse cliffhanger pro primeiro desafio da competição, o capítulo acaba.
Foi bem introdutório. Eu esperava que a competição em si já começasse. Mas foi um bom capítulo mesmo assim, to ansioso pro próximo.

E vocês, o que acharam? Comentem e discutam, e até a semana que vem o/

Vakinha Patreon Assinatura La Basura Meta Sônicos The Wolfstorm Instagram

Rhafael Baes

11751052_814548295309315_1790840114_n

Fã de séries, mangás, livros, filmes e estudante de Direito nas horas vagas. Adora história, super-heróis e livros de fantasia, tendo o sonho de escrever um livro seu algum dia. Ainda tem esperanças de poder “surfar” numa Hoverboard de De Volta Para o Futuro.

Deixe seu comentário

Tags

Relacionados